• dezembro 2014
    D S T Q Q S S
    « nov   fev »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  
  • Arquivos

  • Categorias

  • Link mais acessado

  • Post mais acessado

  • Melhor avaliados

  • Estatísticas do Site

    • 1,654,350 Visitas
  • Site dedicado ao Tricolor

    Este site é dedicado aos que amam o Tricolor Paulista
  • Twitter SPFC

  • RSS Globo

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • RSS DP

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Fotos Tricolores

    Mais fotos
  • Top 30

  • Onde estão os meus Leitores

  • Tópicos recentes

O São Paulo tenta fechar um projeto de reforma para o Morumbi

Em busca de novas fontes de receitas, o São Paulo vai tentar vender os naming rights do Morumbi. O clube tem a ideia de começar a comercializar a propriedade assim que terminar de elaborar o plano de reforma de modernização do estádio, que deve sair até o início do ano que vem. O presidente Carlos Miguel Aidar é quem está comandando os projetos de mudanças na casa do tricolor.

Neste ano, ainda na gestão de Juvenal Juvêncio, a iniciativa, que tinha a Andrade Gutierrez no negócio, acabou fracassando.

Segundo o vice-presidente de Comunicação do time paulista, Julio Casares, a venda do nome do estádio pode ajudar a pagar os custos das obras de melhorias.

“Não há nenhuma negociação avançada. Existem algumas conversas. A gente quer que o projeto da obra esteja fechado com a venda dos naming rights. Mas ainda não há nada de concreto”, afirmou o dirigente, em contato com o ESPN.com.br.

“Se a gente conseguir fazer isso, será um parceiro importante para tocar as obras. Pode ser até mesmo que ajude nesse financiamento. Temos de esperar o projeto da reforma sair e aí teremos mais detalhes”, completou.

Logo nas primeiras semanas da sucessão de Juvenal Juvêncio, Aidar chegou até mesmo a assinar um novo contrato para o projeto. O vazamento de informações e reclamações de conselheiros, no entanto, acabaram inviabilizando a continuação do negócio, que envolvia uma ex-namorada do atual presidente.

A ideia de naming rights no Brasil não é nova, mas vem dando trabalho para os clubes. O Corinthians, por exemplo, está com o estádio funcionando desde abril, mas ainda não conseguiu vender a propriedade, que pode lhe dar cerca de R$ 400 milhões, por um período entre 10 e 20 anos. O Palmeiras, por outro lado, conseguiu comercializar o seu antes de reabrir as portas, para a Allianz.

Fonte: ESPN (Camila Mattoso)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: